A GNR de Loulé detetou cinco multibancos armadilhados com um sistema de retenção de notas, que consiste numa régua com cola que impede a saída do dinheiro que os clientes pretendem levantar.
 
Cinco casos em apenas dois dias, de acordo com aquela força. Trata-se do chamado sistema de “cash trapping”.
 
A vítima acaba por abandonar o local, sem perceber que os criminosos estão à espreita para recolher a régua com o dinheiro.
 
A quantidade de casos num curto espaço de tempo levou a GNR a alertar para os cuidados a ter: verificar se o ATM tem indícios de ter sido vandalizado ou modificado; se as ranhuras estão em bom estado; e, em caso de anomalia, contactar as autoridades. Foi o que fizeram alguns utilizadores.
 
Nalgumas das réguas retiradas pela GNR estavam coladas notas, no total de 50 euros.
 
Não há, para já, registo de vítimas deste crime, já que o furto simples depende de queixa. É que muitos utilizadores julgam que se trata de uma anomalia da máquina e só mais tarde, quando consultam o saldo da conta, percebem que foram lesados, o que pode ter acontecido em Loulé.