A distribuidora de Braga «Inovação à Leitura» vai recolocar na feira de livros de saldo uma publicação cuja capa apresenta uma pintura de Gustave Courbet mostrando o sexo de uma mulher e que fora apreendido pela PSP, disse fonte do sector, noticia a Lusa.

O empresário António Lopes adiantou à Lusa que, dado que a PSP ainda não restituiu os cinco livros apreendidos na feira, já pediu mais exemplares ao editor para os voltar a por à venda.

Entretanto, «já arranjei advogado e mantenho a queixa em Tribunal contra a PSP e só espero que o direito constitucional da liberdade prevaleça», afirmou.

«Ponho os livros no mesmo sitio. Se alguém quiser venha cá apreende-los de novo», ironizou.

A PSP de Braga já anunciou que iria pedir ao Ministério Público a anulação do auto de apreensão dos cinco exemplares do livro, o que ainda não aconteceu devido aos trâmites burocráticos próprios de processos judiciais. A Policia diz ter actuado «não por censura mas para evitar desacatos».

O segundo comandante da PSP, Henriques Almeida, referiu que a exposição dos livros estava a atrair a curiosidade das crianças que brincam na zona - uma área pedonal no centro da cidade - cujos pais se mostravam incomodados com o facto.