Várias dezenas de investigadores concentraram-se esta terça-feira, pouco depois das 15:00, em frente à sede da Fundação para a Ciência e Tecnologia, em Lisboa, em protesto contra os cortes na atribuição de bolsas de doutoramento e pós doutoramento.

Bolseiros exigem em São Bento demissão do Governo

Debaixo de chapéus-de-chuva, os manifestantes agrupam-se por trás de um gradeamento colocado pela polícia.

No gradeamento estão faixas onde se podem ler mensagens como «Décadas de investigação no lixo», «Com precariedade não se faz ciência de qualidade» ou «Cortes, não».

Cerca das 16:00, mais de uma centena de investigadores e professores dirigiram-se para a residência oficial do primeiro-ministro.

De acordo com os resultados divulgados na semana passada pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), no concurso de 2013 foram atribuídas menos 900 bolsas individuais de doutoramento e menos 444 bolsas de pós doutoramento, totalizando uma redução 1.344.

O protesto desta terça-feira é organizado pela Associação de Bolseiros de Investigação Científica.