Nazira Barakzay, refugiada do Afeganistão casada com David Munir desde Janeiro de 2014, publicou esta fotografia nas redes sociais.

A mulher acusa o líder da Mesquita Islâmica Central de Lisboa de lhe ter dado duas cotovelas na cara na sequência de uma discussão do casal na passada terça-feira. 

Após o incidente, a mulher de 29 anos terá pedido ajuda a uma medida e terá chamado as autoridades. De seguida foi conduzida pelo INEM ao hospital de Santa Maria.

Após a apresentação da queixa, Nazira regressou à mesquita onde, alegadamente, tem dormido no quarto da filha.
O sheik islâmico afirmou que se trata de uma "questão pessoal" e não se pronunciou.

Segundo o Corão, a mulher no islão tem um papel de sujeição ao homem, não tem autonomia e o marido tem autoridade sobre ela, mas independentemente dos princípios culturais e religiosos, a mulher do sheik apresentou queixa na PSP.