Há mais um vídeo a circular nas redes sociais sobre a qualidade da alimentação nas cantinas escolares do país. Depois do frango cru servido numa escola da Grande Lisboa, estão a ser partilhadas imagens de uma lagarta da salada num prato durante o almoço na Escola Básica 2/3 André Soares, em Braga.

Uma das alunas divulgou as imagens na sua conta no Facebook, sublinhando que não é a primeira vez que são servidas refeições com qualidade questionável.

Quero deixar aqui uma das coisas que se encontra na cantina da escola André Soares em Braga. Só gostava que isto chegasse a imensas pessoas para verem o que 'nós' comemos na cantina da escola!", escreveu a aluna.

A Associação de Pais da EB 2/3 André Soares confrontou a direção da escola com o sucedido, divulgando a resposta na sua página no Facebook, nesta terça-feira.

A refeição em causa terá sido servida no passado dia 26 de outubro pela empresa de catering Uniself, a mesma onde foi servido o frango cru na EB 2/3 de Queijas.

Por parte da André Soares obtiveram a resposta de que "estas situações não podem acontecer", mas que resultam da "falta de funcionários que a empresa tem ao serviço do refeitório".

Foi feita a devida chamada de atenção, o cuidado que se deve ter com a higiene dos alimentos", reportou a diretora Graça Moura aos encarregados de educação. 

A EB 2/3 André Soares lembrou, ainda, que "a escola tem responsabilidade no que diz respeito à garantia de cumprimento das regras de higiene e à denúncia de situações irregulares e que colocam em causa a saúde e bem estar dos seus alunos", razão pela qual acompanham o serviço de refeição.

A diretora da escola diz mesmo que "a empresa responsável, UNISELF, contratada pelo Ministério da Educação, deve rever os seus procedimentos no que respeita ao serviço de refeições".

Principalmente, deve colocar ao serviço o número de funcionários contratualizado, o que não acontece a maior parte dos dias. Continuaremos a denunciar esta situação, continuaremos a acompanhar as refeições."