Um homem que matou outro por causa de uma dívida de 100 euros, em junho de 2012, em Vila Nova de Gaia, Porto, foi hoje condenado a nove anos e meio de prisão.

“Não teve intenção direta de o matar, mas ao agredi-lo sabia que lhe poderia provocar a morte”, disse o magistrado do coletivo do Tribunal de Vila Nova de Gaia.

A 25 de junho de 2012, o homicida, que confessou o crime, espancou violentamente à porta de um café a vítima, toxicodependente, que viria a morrer minutos depois devido à rotura do baço.

Após o crime, o homicida fugiu para o estrangeiro, tendo sido detido a 15 de dezembro de 2015 no Reino Unido, ao abrigo de um mandado europeu, estando desde então em prisão preventiva na cadeia de Custóias, Matosinhos.

O homicida, de 26 anos e com cadastro por tráfico de droga, sequestro e roubo, terá ainda de indemnizar a mãe da vítima mortal em 85 mil euros.

O juiz referiu que o homicida mostrou arrependimento e vontade de mudar de vida e pediu desculpa aos familiares, logo espera que a pena “sirva de ensinamento”.

“Ainda é jovem, tem uma vida pela frente, espero que mude de rumo quando sair da prisão”, afirmou.