Pedro Dias, suspeito de ter cometido três homicídios em Aguiar da Beira, conhece a sentença do julgamento esta quinta-feira, no Tribunal da Guarda.

O julgamento começou a 3 de novembro do ano passado, mas o caso, que se tornou muito mediático, remonta a outubro de 2016.

Foi na madrugade de 11 de outubro que tudo aconteceu: Pedro Dias terá matado um militar da GNR, ferido outro com gravidade e pôs-se em fuga. Terá viajado cerca de 25 quilómetros e roubado um carro a um casal, que acabou por morrer. 

O “Piloto”, alcunha pela qual é conhecido em Arouca, a sua terra natal, esteve quase um mês em fuga. Durante 29 dias foi o homem mais procurado do país.

Entregou-se a 8 de novembro de 2016, numa detenção transmitida em direto por um canal de televisão. Disse que se entregou porque "não podia ser fugitivo a vida toda". 

Pedro Dias é acusado da prática de três crimes de homicídio qualificado sob a forma consumada, três crimes de homicídio qualificado sob a forma tentada, três crimes de sequestro, crimes de roubo de automóveis, de armas da GNR e de quantias em dinheiro, bem como de detenção, uso e porte de armas proibidas.

Recorde agora, através da infografia, os principais momentos da fuga do suspeito de Aguiar da Beira: