O patrão de um jovem acusado de matar a ex-namorada em Braga afirmou esta segunda-feira em tribunal que o arguido lhe pediu para mentir à polícia sobre a sua não-comparência ao trabalho no dia do desaparecimento da vítima.