Uma mulher de 51 anos foi condenada a seis anos de prisão efetiva por ter ateado fogo à casa dos pais com o objetivo de os matar, em Elvas, no distrito de Portalegre.

Em comunicado publicado na sua página da Internet, o Ministério Público indica que o tribunal coletivo condenou a mulher e uma cúmplice pela prática de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada.

Segundo o MP, a principal arguida, em prisão preventiva, foi condenada a seis de prisão efetiva, enquanto à outra arguida, de 78 anos, foi aplicada uma pena única de quatro anos e quatro meses de prisão cuja execução foi suspensa com sujeição a regime de prova.

Em julgamento, refere o MP, ficou provado que a mulher, na madrugada de 18 de julho de 2015, na sequência de desentendimentos com os pais e acompanhada por uma amiga, "derramou gasolina por baixo da porta de casa" e ateou "fogo que se propagou ao interior da habitação".

O MP refere que, "devido ao calor, os vidros da porta da habitação partiram-se", o que acordou os dois idosos, que conseguiram fugir da casa, e que "o fogo só não destruiu toda a habitação devido à pronta intervenção de vizinhos e dos bombeiros".

"As arguidas sabiam que os idosos se encontravam a dormir no interior da residência e que poderiam vir a falecer em resultado dessa conduta", assinala o MP no comunicado. A condenação aguarda trânsito em julgado.