José Sócrates vendeu o apartamento de luxo onde morava no centro de Lisboa. O imóvel situado na rua Braamcamp, junto ao Marquês de Pombal, foi vendido por 675 mil euros a um advogado paquistanês.

A escritura de compra e venda foi assinada no passado dia 6 de agosto e o ex-primeiro-ministro fez-se representar pelo advogado João Araújo, que confirmou à TVI a venda do apartamento e da arrecadação do edifício Heron Castilho.

Recorde-se que o apartamento de luxo foi comprado em 1998 por cerca de 235 mil euros. Também em janeiro deste ano, 2015, José Sócrates hipotecou o imóvel à Caixa Geral de Depósitos por 250 mil euros.

O novo proprietário, Muhammad Makhdoom Ali Khan é um advogado paquistanês de 61 anos. Antigo magistrado do Paquistão, é agora advogado no reputado escritório Fazle Ghani.

Com a casa vendida e em prisão preventiva desde 24 novembro do ano passado, José Sócrates terá de apresentar uma outra morada perante a justiça. Contactado pela TVI, o advogado João Araújo recusou avançar mais detalhes sobre o novo endereço.

As medidas de coação deverão ser revistas até 9 de setembro e se for de novo proposta a prisão domiciliária, caso José Sócrates aceite, esta medida de coação já não será cumprida na Rua Braamcamp, junto ao Marquês de Pombal.