José Sócrates já está em Lisboa, numa casa da ex-mulher Sofia Fava, onde chegou por volta das 21:00 desta sexta-feira, numa carrinha dos serviços prisionais. O antigo primeiro-ministro está visivelmente mais magro, mas sorridente. 

José Sócrates vestia uma t-shirt cinzenta, calças de ganga e ténis. Além de mais magro, apresentava uma ligeira barba. Era aguardado pelo advogado João Araújo, que o cumprimentou.  

À saída do carro, acompanhado por agentes da Guarda Prisional que o transportaram de Évora para Lisboa, José Sócrates não falou aos jornalistas.  
 
Alguns populares aplaudiram a chegada de José Sócrates.

O antigo primeiro-ministro, José Sócrates, deixou, esta sexta-feira à tarde o estabelecimento Prisional de Évora. Os advogados de José Sócrates foram notificados cerca das 19:00 de que a medida de coação do antigo governante seria alterada e passaria a prisão domiciliária, com vigilância policial.   

José Sócrates foi detido a 21 de novembro de 2014, no aeroporto de Lisboa e está indiciado por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito. Era o único dos nove arguidos das “Operação Marquês” em prisão preventiva.
 
O empresário Carlos Santos Silva, o administrador do grupo Lena Joaquim Barroca, o ex-motorista de Sócrates João Perna, o administrador da farmacêutica Octapharma Paulo Lalanda de Castro, a mulher de Carlos Santos Silva, Inês do Rosário, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira, o presidente da empresa que gere o empreendimento de Vale do Lobo, Diogo Gaspar Ferreira e o ex-ministro Armando Vara são os outros arguidos no processo.
 
O ex-primeiro-ministro, 58 anos, esteve em prisão preventiva 288 dias, desde 25 de novembro de 2014, foi hoje colocado em prisão domiciliária.


Mais sobre a alteração da medida de coação a José Sócrates: