Dois famosos adeptos do Benfica tentaram esta sexta-feira visitar José Sócrates no Estabelecimento Prisional de Évora, mas não conseguiram.
 
«Barbas» e o taxista Jorge Máximo levaram uma camisola, uma bola e um cachecol ao ex-primeiro-ministro, mas hoje não era dia de visitas, pelo que ficaram à porta.

«Viemos aqui como adeptos benfiquistas. José Sócrates é do Benfica e resolvemos vir entregar-lhe uma camisola, para que veja que nós, benfiquistas, estamos solidários com ele», afirmou «Barbas» aos jornalistas.

Os dois adeptos sublinharam que a visita era de cariz pessoal e não estavam no local em representação do clube.

Tanto «Barbas» como Máximo prometeram voltar num dia de visitas. Para serem recebidos, precisam de autorização do próprio Sócrates.