Nove barras de Portugal continental estão, nesta quinta-feira, fechadas à navegação devido à previsão de agitação marítima, de acordo com informação disponível no site da Marinha Portuguesa.

Estão encerradas as barras de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa do Varzim, Douro, Vila do Conde, Figueira da Foz, São Martinho do Porto e Ericeira devido à previsão de ondas de noroeste, com 4 a 5 metros.

Outras duas barras estão condicionadas: em Viana do Castelo, a barra está fechada a embarcações de comprimento inferior a 30 metros e em Aveiro a barcos de comprimento inferior a 35 metros.

Por causa da agitação marítima, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou sob aviso amarelo toda a costa de Portugal continental até às 18:00 de hoje.

O IPMA colocou ainda sob aviso amarelo o grupo ocidental dos Açores (ilhas das Flores e Corvo) por causa da agitação marítima entre as 15:00 de hoje e as 18:00 de sexta-feira.

O agravamento do estado do mar levou a Autoridade Marítima Nacional e a Marinha a reforçar a recomendação, em especial à comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, para o regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução.

À população em geral que frequente as zonas costeiras, nos Açores e ao longo de toda a faixa litoral oeste do continente, as autoridades aconselham que, até ao final do dia de hoje, se abstenham da prática de passeios junto à costa e nas praias, bem como da prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima.

O IPMA prevê para hoje períodos de céu muito nublado, tornando-se pouco nublado a partir do final da tarde, aguaceiros nas regiões Norte e Centro até ao início da manhã, sendo fracos e dispersos em todo o território até ao final da tarde e sob a forma de neve acima de 800 metros nas regiões Norte e Centro, subindo gradualmente a cota a partir da tarde.

A previsão aponta ainda para condições favoráveis à ocorrência de trovoada e queda de granizo até ao início da manhã a norte do sistema montanhoso Montejunto-Estrela, formação de gelo ou geada, em especial nas regiões do interior e pequena descida de temperatura, em especial da mínima.

O Instituto prevê ainda vento fraco a moderado de noroeste, soprando moderado na faixa costeira a norte do Cabo da Roca até ao final da manhã, tornando-se fraco a partir do final da tarde.

Nas terras altas, o vento soprará forte com rajadas até 80 quilómetros por hora, tornando-se gradualmente moderado a partir da tarde.

Quanto às temperaturas, as mínimas vão oscilar entre os zero graus Celsius (em Bragança, Viseu e Guarda) e os 8 (em Lisboa) e as máximas a variar entre os 6 (em Bragança e na Guarda) e os 17 (em Faro).