[atualizado às 13:15]

Os sindicalistas que ocuparam esta quarta-feira as instalações da Secretaria de Estado da Administração Pública, em Lisboa, saíram às 13:00 depois de ter sido agendada uma reunião com o secretário de Estado José Leite Martins, segundo o STAL.

«A chefe de gabinete acabou de nos entregar um ofício para agendar uma reunião para dia 13 de fevereiro às 10:00», adiantou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local (STAL), Francisco Braz.

«Nesta altura, a nossa questão está resolvida», acrescentou.

Pouco antes das 11:00, cerca de 30 sindicalistas invadiram as instalações da Secretaria de Estado da Administração Pública e recusaram-se a abandonar o local até serem recebidos pelo secretário de Estado ou até ser agendada uma reunião urgente.

Em causa estão os acordos do STAL com dezenas de câmaras municipais que estabelecem as 35 horas de trabalho semanais e que aguardam despacho do governante.

Segundo Francisco Braz, o secretário de Estado «tem nas mãos oito dezenas de acordos a que não responde».

«Fez a lei, não a cumpre e ainda congela o trabalho dos outros», criticou.

O STAL pediu no dia 9 de janeiro uma reunião urgente com o secretário de Estado para debater esta matéria, que não foi marcada, e avisou esta manhã através de um ofício que iria enviar uma delegação à Secretaria de Estado.