Os fogos que lavraram em dois locais distintos do concelho de Seia, entre terça-feira e a madrugada de quarta, consumiram uma área superior a 500 hectares, disse à agência Lusa fonte da GNR.

Segundo fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda, as estimativas apontam para que os incêndios tenham destruído «mais de 500 hectares de área do Parque Natural da Serra da Estrela, essencialmente de mato rasteiro».

O gabinete florestal da Câmara Municipal de Seia ainda está a realizar o levantamento da área ardida e dos prejuízos causados pelas chamas, mas fonte da autarquia adiantou à Lusa que «basicamente arderam matos de regeneração natural e uma pequena área de pinheiro bravo com cerca de 11 anos».

O incêndio no lugar de Alvoco da Serra, que começou pelas 12:47 de terça-feira, foi dado como dominado às 03:09 desta quarta, quando era combatido por 144 bombeiros apoiados por 42 viaturas, segundo informação disponibilizada na página oficial da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

De acordo com a mesma fonte, o outro fogo, que começou pelas 13.01 de terça-feira em Teixeira de Cima/Teixeira, também dominado na madrugada desta quarta, foi combatido por 181 operacionais e 59 veículos, como acrescenta a Lusa.