José Saramago vai deixar de ser publicado pela editora Caminho. As herdeiras do Prémio Nobel e a editora, que pertence ao grupo Leya, não renovaram contrato.

A impossibilidade de chegar a acordo sobre as condições contratuais foi a razão apresentada, como refere em comunicado a empresa. «Fez-se de tudo quanto se pôde para continuar a merecer a honra de editar José Saramago. Mas tal não foi infelizmente possível.»

As obras de Saramago eram publicadas pela Caminho há 35 anos, com a publicação de A Noite (1979). Romance que foi adaptado a uma peça de teatro, o ano passado, e que esteve em cena no Teatro da Trindade.

Nova editora conhecida na próxima semana

A obra de José Saramago terá uma nova chancela editorial «em meados da próxima semana», disse à Lusa José Sucena, curador da Fundação José Saramago, falando em nome das duas herdeiras do escritor.

«José Saramago, de modo nenhum, fica sem editora em Portugal. Estamos a analisar as diversas hipóteses que se estão a perspetivar, de há um tempo a esta parte, e esperamos encerrar as negociações até meados da semana que vem», afirmou José Sucena.

«Na próxima semana já teremos um novo editor», sublinhou o responsável.