O Instituto de Medicina Molecular (iMMLisboa) e a Associação Laço uniram-se para criar um fundo com o objetivo de angariar dinheiro para investigar o cancro da mama, anunciaram as entidades.

O Fundo IMM-Laço: A Caminho da Cura vai permitir novas descobertas na procura das causas do cancro da mama para diminuir a sua incidência, assim como os mecanismos que desencadeiam o cancro da mama metastático, uma área muito pouco estudada, afirmam

Este fundo surge na sequência das três edições da Bolsa Laço, através da qual a Associação Laço atribuiu cinco bolsas de investigação no valor total de 125 mil euros.

Para Maria do Carmo Fonseca, presidente no iMMLisboa, “este fundo é um excelente exemplo de como os cidadãos podem contribuir para acelerar a transferência dos conhecimentos científicos para benefício imediato da sociedade”.


Já a diretora executiva do iMMLisboa, Maria Mota, salienta que “com este fundo vai ser possível estudar doentes com cancro da mama utilizando métodos tecnologicamente inovadores que permitem detetar todas as alterações genéticas do tumor e, assim, contribuir para aumentar a precisão do tratamento”.

Numa primeira fase, todo o dinheiro angariado vai servir para investigar as alterações genéticas do tumor num grupo de mulheres previamente selecionado: umas a quem foi diagnosticado cancro da mama em fase inicial e outras com diagnóstico de cancro da mama metastático.

O estudo vai permitir o acesso a um tratamento personalizado, uma vez que a investigação em curso permitirá dispor de mais informação sobre as características do tumor que afeta cada uma das mulheres.