O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém informou, nesta sexta-feira, em comunicado, que várias estradas estão cortadas ao trânsito no Ribatejo, mas que a previsão é de redução dos caudais do rio Tejo.

Segundo o comunicado emitido esta manhã, e "face à previsão de melhoria das condições meteorológicas", o CDOS de Santarém informou ter-se registado ao longo da madrugada "um ligeiro decréscimo” nas descargas das barragens da bacia do Rio Tejo, mantendo-se os valores entre os 1.800 e os 2.000 metros cúbicos por segundo em Almourol.

O rio Tejo galgou as suas margens em algumas zonas de Constância, Vila Nova da Barquinha, Santarém e Golegã, estando estradas cortadas à circulação na zona do Patacão/Alpiarça, na zona da Quinta do Paul, em zona dos campos da Golegã, e junto às margens do rio Almonda, onde se encontram alguns campos agrícolas inundados.

O CDOS identificou, também, algumas inundações e cortes de mais algumas estradas secundárias nos municípios de Alpiarça, Almeirim, Golegã e Santarém, algumas das quais devido à falta de escoamento.

Neste comunicado, o CDOS retirou o aviso de alerta da "muito provável ocorrência de cheia", mas mantém os conselhos à população para se manter vigilante e para retirar os animais para locais seguros, nomeadamente os rebanhos que se encontram nas zonas que serão provavelmente inundáveis.