O Instituto de Administração da Saúde (IASAUDE) da Madeira interditou, esta quarta-feira, a banhos uma praia no centro do Funchal até ao dia 04 julho devido à presença de microrganismos nocivos à saúde.

No âmbito da análise e vigilância das águas balneares, o IASAÚDE detetou problemas nas águas da praia do Gorgulho (no centro da cidade, junto ao Lido), mais conhecida como praia do Gavinas, tendo ficado interditada até pelo menos 04 de julho, dia em que são conhecidos os resultados da contra-análise efetuada hoje.

Segundo a vice-presidente do IASAÚDE, Ana Clara Silva, na análise feita a 30 de junho, os parâmetros que foram identificados relativamente à presença de microrganismos estavam acima do valor máximo e, por isso, era preciso tomar uma decisão ao nível da saúde pública.

O IASAUDE informou que não há registos de qualquer problema de saúde associado.

Ana Clara Silva disse que os resultados das análises poderão estar relacionados com algum processo de saneamento que tenha ocorrido na zona da praia.

Por seu lado, o responsável pela empresa municipal Frente MarFunchal, Carlos Jardim, que também gere esta praia, disse que a costa sul da ilha tem sido muito fustigada por descargas «que têm prejudicado bastante a água».

«A Câmara do Funchal e a Frente MarFunchal têm tentado controlar ao máximo, sabendo que a responsabilidade de muitas destas descargas não é nossa e que quando a água chega à orla costeira o facto já está consumado», afirmou.

No local serão colocadas barreiras, solicitadas pela Capitania, para vedar o acesso ao mar.