O secretário de Estado da Justiça exonerou os dois responsáveis pelo Citius, a plataforma informática dos tribunais. Segundo informações recolhidas pela TVI, o despacho foi assinado esta segunda-feira ao final da tarde e produz efeitos a partir de quarta-feira.
 
Rui Pereira, presidente do Instituto de Gestão Financeira e Equipamentos da Justiça, e Carlos Brito Vogal, que tutela a área das tecnologias de informação, tinham recusado demitir-se conforme lhes foi proposto pela tutela há precisamente uma semana atrás.
 
Na origem da exoneração está o colapso do Citius no arranque do mapa judiciário.
 
Um relatório da Inspeção Geral dos Serviços de Justiça aconselhou recentemente a realização de uma auditoria técnica independente que permita esclarecer as causas do colapso da plataforma informática que paralisou os tribunais durante mês e meio.

Contactado pela TVI, Rui Pereira confirmou a exoneração com, efeitos a partir de quarta-feira.