Índia obrigada a «devolver» Abu Salem a Portugal

Alegado terrorista foi extraditado, mas Supremo revogou agora a decisão da Relação

Por: tvi24 / CP    |   14 de Janeiro de 2012 às 00:34
O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) confirmou a revogação da extradição de Abu Salem, decretada pelo Tribunal da Relação de Lisboa, disse o seu advogado à Agência Lusa, depois de a notícia ter sido avançada pela SIC.

Abu Salem foi extraditado para a Índia, onde está preso, acusado de envolvimento nos atentados terroristas que em 1993 mataram mais de 250 pessoas e feriram mais de mil em Bombaim, com base em decisões da Relação de Lisboa, de 2004, e do STJ, de 2005, agora revogadas.

A nova deliberação do STJ, da qual o advogado João Nabais disse ter sido notificado esta sexta-feira, surge depois de a Índia ter apresentado no Supremo um recurso do acórdão da Relação de Lisboa de Setembro.

Em Portugal, Abu Salem foi condenado a quatro anos e meio de prisão, depois de ter sido detido em Lisboa, em 2002, por uso de documentação falsa e falsificação de identidade e residência.

O seu advogado, João Nabais, referiu que a decisão do Supremo Tribunal de Justiça confirma o acórdão de 14 de Setembro do Tribunal da Relação de Lisboa. Segundo Nabais, a deliberação do STJ não é passível de recurso.

A Agência Lusa procurou, sem sucesso, obter uma reacção da defesa do Estado indiano em Portugal, Rui Patrício.

Em Setembro, a Relação de Lisboa entendeu que a acusação proferida na Índia contra Abu Salem viola normas que foram acordadas com o Estado Português de forma a permitir a sua extradição, nomeadamente o «princípio da especialidade» de crimes.

Alegando que «em momento algum» violou esse princípio e que, por isso, não tinham sido adicionados novos crimes aos que constavam no pedido de extradição, a Índia decidiu então recorrer para o STJ da decisão do Tribunal da Relação, que considerara sem efeito a autorização concedida pelo Supremo, em 2005, para a extradição de Abu Salem para a Índia.

Em Fevereiro de 2004, a Relação de Lisboa aprovou a extradição de Abu Salem para a Índia, tendo o STJ concedido a autorização a 27 de Janeiro de 2005.

Abu Salem começou a ser julgado na Índia pelos atentados de Bombaim em Novembro de 2005.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Justiça
Justiça

COMENTÁRIOS

PUB
Submarinos: 27 milhões foram «bónus»

Contrato da ESCOM com os alemães, no negócio dos submarinos, valeu 27 milhões de euros em prémios. Os cinco ramos da família Espírito Santo presentes no conselho superior do GES ficaram com 5 milhões