Nove distritos de Portugal continental apresentam esta terça-feira risco máximo de incêndio e mais de meia centena de regiões foram colocadas sob risco elevado, segundo informação disponibilizada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os concelhos de Viseu e de Faro são os que têm um risco mais elevado relativamente à possibilidade de incendio. O alerta máximo é dirigido a oito regiões na zona mais a norte e sete a sul.

O risco de incendio é ainda elevado no interior norte alentejano e nos concelhos mais interiores dos distritos de Bragança, Viana do Castelo, Coimbra, Santarém e Setúbal.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O IPMA prevê para esta terça-feira céu geralmente limpo, com o vento a soprar entre fraco a moderado de norte e moderado a forte na faixa costeira ocidental, com rajadas até 55 km/h a norte do Cabo Raso, e nas terras altas, rodando gradualmente para nordeste a partir do meio da manhã.

Prevê-se um acentuado arrefecimento noturno, em especial nas regiões Norte e Centro, além de uma pequena descida da temperatura mínima, em especial nas regiões norte e Centro.

Para os Açores, a previso aponta para a possibilidade de o céu se apresentar muito nublado com boas abertas no grupo ocidental, e céu muito nublado unicamente com abertas no grupo central e oriental, com previsão de aguaceiros fracos, em especial para a ilha Terceira. Já na Madeira, o IPMA prevê céu geralmente pouco nublado.

Évora será a cidade mais quente de Portugal continental chegando aos 31 graus celsius, sendo esperados 30 para Beja, em Coimbra e Castelo Branco estão previstos 28 e Lisboa, Faro e Braga são esperados 27.

A cidade do Porto poderá chegar aos 24, enquanto no Funchal são esperados 23 enquanto Angra do Heroísmo chegará aos 19 e Santa Cruz aos 18.