Pelas 06:30 desta terça-feira, a Protecção Civil dava conta de 108 incêndios ativos, a ser combatidos por mais de 3.200 operacionais. Às 07:00, eram 13 as ocorrências de maior significado, nos distritos de Viana do Castelo, Porto, Aveiro e Viseu.

A situação mais complicada vive-se no distrito de Viana do Castelo, onde já foi accionado o Plano Distrital de Emergência. Em Ponte de Lima e Arcos de Valdevez foram ativados os Planos Municipais de Emergência.

“Ainda há habitações em perigo. Até este momento nenhuma foi atingida pelo fogo, tirando algumas situações de um ou dois anexos que estavam contíguos às habitações, [mas] habitação propriamente dita, até este momento, podemos dizer que nenhuma foi atingida”, disse à agência Lusa António Cruz, comandante dos bombeiros municipais de Viana do Castelo, que estimou em "algumas dezenas" o número de casas que esteve em risco.

Até às 04:00, nenhuma habitação tinha sido atingida no concelho de Viana do Castelo, mas a situação é classificada agora, pela Protecção Civil, como “complicada”. Em especial nas freguesias de Nogueira, Meixedo e Vilar de Murteda.

“Neste momento, o incêndio está a aproximar-se fortemente da freguesia de Outeiro, já estão meios alocados a esta frente, mas nesta fase ainda não poderemos dizer absolutamente nada, sabemos que é uma zona com muita habitação também, mas até agora tem tudo corrido dentro de alguma normalidade, que é a salvaguarda das habitações”, acrescentou.

No distrito de Aveiro, os dois maiores incêndios são em Arouca e Águeda e estão a evoluir favoravelmente. As condições de combate às chamas estão agora mais favoráveis, a temperatura baixou com a noite, o vento também diminuiu de intensidade.

Ainda assim, os bombeiros dizem ainda haver muito a fazer. Estão no terreno mais de 600 operacionais. O grande problema continuam a ser os maus acessos.

Na Madeira, o vento mudou de direcção e o incêndio que começou na noite de segunda-feira começa a avançar em direcção ao Funchal. Durante a madrugada, algumas pessoas tiveram de ser retiradas de casa, de emergência. Foi entretanto detido um suspeito de fogo posto.