Notícia atualizada às 19:19

Dos 16 incêndios que lavravam no país cerca das 19:00, seis mobilizavam mais meios, com um total de 828 bombeiros, nos distritos de Coimbra, Guarda, Porto e Viseu, de acordo com a Autoridade Nacional da Proteção Civil.

Com três frentes ativas, o incêndio em zona de floresta em Carvoeira, Penacova (distrito de Coimbra), está a ser combatido por 329 bombeiros, 97 veículos e quatro meios aéreos.

Foi neste incêndio, que deflagrou às 13:47, que quatro carros de bombeiros foram consumidos pelas chamas e quatro elementos necessitaram de assistência médica devido à inalação de fumo.

No distrito de Viseu estão três incêndios ativos em Macieira (São Pedro do Sul), Vila Longa (Sátão) e Nagozela (Santa Comba Dão).

Em Vila Longa estão 178 bombeiros, 53 veículos e três meios aéreos a combater duas frentes ativas em zona de floresta, num incêndio que deflagrou às 14:04.

Em Macieira, também numa área de floresta com duas frentes ativas estão 85 bombeiros, 27 veículos e um helicóptero bombardeiro.

Em Nagozela, o incêndio de mato está a ser combatido por 110 bombeiros, 30 veículos e dois meios aéreos.

Além daqueles dois distritos, há um fogo em Quintã, Lufrei, concelho de Amarante (Porto), que deflagrou às 15:49 e que mobiliza 69 bombeiros e 24 veículos.

Em Esporões, Trancoso (Guarda), estão 57 bombeiros, 17 veículos e um helicóptero, a combater as chamas numa zona de mato de um incêndio que começou às 14:56.

O incêndio em Monsanto, Idanha-a-Nova foi dominado às 18:10.