O Ministério da Administração Interna (MAI) procedeu ao pagamento de 233.340 euros relativo às 899 candidaturas aprovadas no âmbito da Conta de Emergência, acionada, em agosto último, na sequência dos incêndios florestais, informou o MAI esta quarta-feira.

Na mesma nota, o MAI precisa que, através da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), procedeu, no final da passada semana, à transferência do apoio financeiro ao abrigo da Conta de Emergência destinada a cobrir os danos nas unidades de exploração económica de modo a garantir a alimentação de milhares de animais, cujas pastagens foram destruídas pelos incêndios florestais.

A decisão sobre os apoios a conceder, tomada nos termos do despacho conjunto da Administração Interna e das Finanças, teve em linha de conta uma avaliação rigorosa e documentada dos danos e a verificação da incapacidade financeira dos sinistrados", refere o Ministério dirigido por Constança Urbano de Sousa.

O MAI esclarece ainda que foram abrangidos os produtores de gado residentes em freguesias em que ardeu mais de 30 por cento da totalidade da área.