A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a detenção de um octogenário suspeito de um crime de incêndio florestal, em Montalegre, elevando para 29 os detidos este ano por fogo posto.

Através da Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, a PJ deteve o reformado de 80 pela suspeita de ter ateado um incêndio em área florestal, em Salto, concelho de Montalegre, distrito de Vila Real.

O incêndio, ocorrido ao final da tarde do dia 10 de abril, colocou “em perigo uma vasta mancha florestal que apenas não foi consumida devido à rápida intervenção dos meios de combate", designadamente de uma equipa terrestre do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro (GIPS) da GNR e dos bombeiros.

Os militares do GIPS, afetos aos centros de meios aéreos de Vidago e Ribeira de Pena também colaboraram na detenção do idoso.

O octogenário vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

Este ano, a Polícia Judiciária já identificou e deteve, em todo o país, 29 pessoas pela autoria do crime de incêndio florestal.