A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quinta-feira a detenção de um agricultor suspeito de atear fogo em Montalegre, elevando para 63 os detidos pelo crime de incêndio florestal este ano.

O homem, detido pela Unidade Local de Investigação Criminal de Vila Real, está “fortemente indiciado” pela prática do crime de incêndio florestal em Viade de Baixo, concelho de Montalegre.

O fogo deflagrou no dia 26 de agosto e, segundo disse a PJ, em comunicado, “colocou em perigo área florestal e habitações, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros”.

O agricultor, com 44 anos, vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

O concelho de Montalegre tem sido muito fustigado pelos fogos nos últimos dias, com várias ignições a ocorreram diariamente.