Um incêndio que deflagrou hoje cerca das 11:00 na Serra de Santa Justa, no concelho de Valongo, e que alastrou ao concelho vizinho de Gondomar, está a pôr em perigo algumas habitações e a zona industrial de Mimosa. Há registo de um bombeiro ferido.

O fogo, com duas frentes, está a ser combatido por cerca de 150 operacionais, auxiliados por cerca de 50 viaturas, de 13 corporações de bombeiros.

Em São Pedro da Cova, e segundo testemunhou a TVI, há armazéns e empresas na zona industrial bastante ameaçadas.

Veja também:

Cerca das 23:00 de sábado, o incêndio foi considerado em resolução, isto é, sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido e, mais tarde, deixou de figurar na lista de ocorrências mais importantes da ANPC.

Em declarações à Lusa, fonte oficial da ANMC adiantou que decorriam no terreno, pelas 00:30, operações de rescaldo e de vigilância.

Algumas horas antes, o comandante dos Bombeiros Voluntários de São Pedro da Cova, Romero Gandra, tinha indicado que "a acalmia do vento é benéfica e contamos com o arrefecimento noturno". 

A meio/final da tarde não havia meios aéreos no terreno, dado o número de ocorrências hoje no país. Porém, foi decidido que o combate às chamas viria a ser reforçado com meios aéreos.

Outra situação bastante preocupante é o fogo que começou em Pampilhosa da Serra e alastrou a Arganil, obrigando a evacuar várias povoações.