Uma mulher de 61 anos sofreu esta segunda-feira queimaduras de primeiro e segundo graus na sequência de um incêndio que destruiu "por completo" o apartamento onde residia, em Viana do Castelo, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Segundo o comandante dos bombeiros municipais de Viana do Castelo, António Cruz, a mulher foi transportada para o hospital de São João, no Porto e o andar onde residia "ficou inabitável".

Aquele responsável adiantou que o incêndio, que deflagrou no segundo andar de um prédio com três pisos, situado na rua Cidade de Rio, em Viana do Castelo "atingiu a fachada do terceiro e causou grande concentração de fumo no seu interior".

As causas do incêndio estão ainda por apurar.

Ao local compareceram os bombeiros municipais e voluntários de Viana do Castelo, num total de 15 operacionais e seis veículos e uma VMER - Viatura de Emergência Médica.