A Polícia Judiciária deteve um homem de 39 anos, suspeito de crime de incêndio, por ter posto fogo à sua própria habitação, na freguesia de Buarcos, Figueira da Foz.

Em comunicado, a Diretoria do Centro da PJ refere que o homem "colocou uma botija com gás na sua própria sala, cortou a mangueira, abriu o gás e ateou o fogo", mas as chamas acabariam por ser apagadas por familiares do detido.

"O incêndio colocou em grave perigo a integridade física de terceiros e a habitação por cima da sua", refere a PJ, adiantando que o perigo "foi afastado" pela intervenção dos referidos familiares.

O incêndio ocorreu no princípio de julho, na rua Vale de Emide, em Buarcos e, na ocasião, as duas corporações de bombeiros da Figueira da Foz deslocaram para o local diversos meios. A rua chegou a estar cortada ao trânsito, mas os bombeiros limitaram-se a ventilar a habitação afetada, constatou a Lusa no local.

Segundo a PJ, o detido foi presente a tribunal e ficou obrigado a apresentações às autoridades duas vezes por semana.