O incêndio que tem assolado os concelhos de Monchique e Portimão está dominado e as equipas no terreno focam agora as suas atenções na fase de rescaldo, disse, nesta sexta-feira, o comandante operacional distrital de Proteção Civil do Algarve.

“Está completamente dominado”, afirmou o comandante Vitor Vaz Pinto, acrescentando que não existe frente de incêndio nem qualquer chama.

O incêndio foi dado como dominado pelas 19:30, mas as autoridades vão manter, durante as próximas 48 horas, equipas no terreno para garantir que não há reacendimentos.

No local estão cerca de 600 operacionais, que irão ser retraídos consoante a avaliação de risco, explicou aquele responsável.

O incêndio deflagrou no dia 3 de setembro, tendo sido declarado dominado 24 horas depois. Reacendeu-se na quarta-feira.

O fogo, inicialmente, centrou-se no concelho de Monchique mas acabou por alastrar-se a Portimão, tendo para tal contribuído dificuldades atmosféricas, nomeadamente o vento forte que se manteve ao longo dos vários dias.

De acordo com as autoridades, o incêndio não provocou vítimas nem destruiu habitações, tendo consumido maioritariamente mato e eucaliptais.

Fogo em Chaves é o que mobiliza mais operacionais

O incêndio na localidade de Sanfins, no concelho de Chaves, era o que mobilizava hoje mais operacionais, quando estão 50 fogos ativos em Portugal continental a ser combatidos por quase 2.000 bombeiros, refere a Proteção Civil.

Às 00:15, segundo a Proteção Civil, havia 50 fogos ativos em Portugal continental, que estavam a ser combatidos por 1.975 operacionais, apoiados por 630 meios terrestres.

Vila Real é o distrito onde se registam mais incêndios, incluindo o de Sanfins, no concelho de Chaves.

Aquele fogo, que teve início às 15:15 de sexta-feira, permanece com quatro frentes ativas e está a ser combatido por 232 operacionais, apoiados por 64 meios terrestres.

Além do incêndio em Sanfins, a Proteção Civil destacava também às 00:15 na sua página mais dois incêndios, nomeadamente nos concelhos de Melgaço e de Baião.

No concelho de Melgaço (Viana do Castelo), 61 operacionais, apoiados por 19 meios terrestres, combatem um fogo na localidade de Covelo, que permanece com uma frente ativa e teve início às 14:29 de sexta-feira.

Em Baião, na localidade de Ovil, 108 operacionais, apoiados por 30 meios terrestres, combatem um incêndio em mato com duas frentes ativas, que teve início às 14:13 de sexta-feira.