A Polícia Judiciária anunciou deteve duas mulheres, de 46 e 77 anos, por suspeita de terem ateado fogo à casa dos pais da mais nova, na cidade de Elvas, no distrito de Portalegre.

Fonte da PSP de Elvas adiantou à agência Lusa que o caso ocorreu, no sábado de madrugada, quando foi incendiada a moradia dos pais da detida mais nova.

Em comunicado enviado à Lusa, a PJ indica que as detenções foram feitas pela Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo e que as mulheres estão "indiciadas pela prática, em coautoria, de um crime de incêndio".

Segundo a Polícia Judiciária, a investigação apurou que uma das mulheres, "em conjugação de esforços com uma amiga, decidiu incendiar a residência" dos pais, com quem "mantinha uma relação conflituosa", com o objetivo de os desalojar.

A PJ realça que o incêndio provocou "a destruição de mobiliário e danos relevantes na estrutura da residência", além de ter "criado perigo para a vida" das duas pessoas que pernoitavam na habitação.

O casal, apercebendo-se do fogo, conseguiu fugir para a rua, refere a PJ, acrescentando que o combate às chamas foi iniciado de imediato, com a ajuda de vizinhos e bombeiros, o que impediu a destruição do imóvel.

As detidas vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para a aplicação de eventuais medidas de coação.