Um homem, de 39 anos, suspeito de atingir a tiro a ex-companheira, em Ílhavo, na passada sexta-feira, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, disse hoje à agência Lusa fonte policial.

O suspeito foi presente a primeiro interrogatório no Departamento de Investigação e Ação Penal de Aveiro, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação mais grave.

O indivíduo está indiciado por um crime de homicídio na forma tentada e outro de detenção de arma proibida.

Segundo um comunicado da PJ, o crime ocorreu na tarde da passada sexta-feira.

O homem, um motorista de pesados, circulava de automóvel numa rua do centro urbano da cidade de Ílhavo, à frente de um veículo onde seguiam a ex-companheira, a mãe desta e as duas filhas menores do casal.

A determinada altura, de acordo com os investigadores, o suspeito parou bruscamente o carro no meio da via, saiu da viatura empunhando uma arma de fogo e efetuou um disparo na direção da ex-companheira, colocando-se em fuga.

A vítima, de 40 anos, foi atingida na face e foi transportada para o Hospital de Aveiro, encontrando-se "aparentemente livre de perigo".