O corpo de um idoso de 81 anos que estava desaparecido há três semanas foi encontrado neste sábado, no concelho de Portalegre, em avançado estado de decomposição, disse à agência Lusa fonte da GNR.

Foi encontrado por um popular na zona da Tapada de Baixo, na União das Freguesias de Ribeira de Nisa e Carreiras, onde o idoso, que sofria de doença de Alzheimer, tinha sido visto pela última vez.

O popular alertou a GNR cerca das 17:00 e a força de segurança deslocou para o local uma patrulha.

"Apesar de o corpo já estar em avançado estado de decomposição", a equipa verificou tratar-se do idoso que estava desaparecido desde o dia 14 e que as autoridades tinham procurado até 21 de maio.

O corpo foi recolhido pelos bombeiros de Portalegre e transportado para o Gabinete Médico-Legal e Forense do Alto Alentejo, situado no hospital daquela cidade e que aguarda decisão do tribunal relativa à realização de autópsia, para se tentar perceber a causa da morte do idoso.

O alerta para o desaparecimento do idoso, residente em Portalegre, tinha sido dado à PSP da cidade, que comunicou a ocorrência à GNR, no passado dia 14 de maio, tendo sido iniciadas as buscas de imediato.

A GNR foi depois alertada para a possibilidade de o homem ter sido visto por populares na zona onde hoje o corpo foi encontrado e, naquele dia, estiveram ali concentradas as operações de busca.

As operações envolveram operacionais dos Bombeiros de Portalegre e da Força Especial de Bombeiros e militares da GNR, apoiados por dois binómios cinotécnicos especializados na busca de pessoas da Unidade de Intervenção daquela força de segurança.