A idosa, de 83 anos, desaparecida em S. Teotónio, Odemira (Beja), desde domingo, foi encontrada nesta segunda-feira com vida, tendo sido transportada para o lar do qual é utente.

A mulher foi encontrada numa mata de eucaliptos, às 09:29, “por uma funcionária do lar” de S. Teotónio envolvida nas buscas, que foram retomadas às 08:00.

“A senhora foi encontrada com vida na zona da estrada que liga S. Teotónio à Zambujeira do Mar, no interior de uma mata de eucaliptos perto do Monte da Fontelhinha”, precisou o comandante dos Bombeiros de Odemira.

Segundo Luís Oliveira, “foram avaliados os parâmetros vitais” da idosa, o que permitiu concluir que “está bem, sem sinais de hipotermia”.

“Deve ter encontrado algum abrigo para passar a noite, porque só se encontrava molhada dos joelhos para baixo, talvez por andar entre as ervas, e o resto da roupa estava seca”, disse.

A mulher, por sofrer de Alzheimer, “tem um discurso incoerente”, pelo que não foi possível perceber como desapareceu, acrescentou.

O alerta para o desaparecimento da mulher foi dado aos bombeiros às 16:44 de domingo, o que levou a que fossem efetuadas buscas na zona, envolvendo a corporação e militares da GNR, desde o final da tarde e durante a noite.

As buscas, que hoje produziram resultados, envolveram ainda “muitos populares, que se mobilizaram para ajudar, nomeadamente funcionários do lar”, realçou o comandante Luís Oliveira.

A operação mobilizou hoje 17 operacionais, apoiados por sete veículos, dos bombeiros e da GNR.