O juiz de instrução criminal no Tribunal de Guimarães aplicou, esta segunda-feira, prisão preventiva a um homem suspeito do homicídio de uma mulher em Guimarães, registado na noite de sexta-feira para sábado, disse à Lusa uma fonte policial.

De acordo com a fonte, o homem manteria um relacionamento “íntimo e/ou amoroso” com a vítima.

O crime ocorreu num quarto de uma casa conotada com a prática de prostituição, situada no centro da cidade de Guimarães. O presumível homicida e a vítima passaram a noite nesse quarto e ter-se-ão desentendido, acabando a mulher por ser estrangulada.

O cadáver foi encontrado na manhã de sábado, pela dona da casa. Pouco depois, o homem entregou-se no posto da PSP de Guimarães.

A vítima, de 34 anos, tinha residência na zona de Aveiro e dedicava-se à prostituição.