Um médico português de 64 anos encontra-se em prisão preventiva em Maringá, no Estado brasileiro do Paraná, por ter ordenado o homicídio do irmão em troca de um milhão de reais (273,5 mil de euros).

Manuel Pereira Marques que já vive há muitos anos no local, tal como o irmão, encontra-se em prisão preventiva desde 07 de julho naquele município do sul do país, confirmou à agência Lusa uma fonte da Polícia Civil de Maringá.

De acordo com a mesma fonte, o crime foi encomendado ao brasileiro Alexandre Bombachini, genro do português assassinado, que também está preso preventivamente.

Encontram-se igualmente em prisão preventiva a empregada da casa, que terá sido a autora dos disparos, e outra mulher, que também participou na logística, disse ainda a fonte policial.