A Polícia Judiciária (PJ) anunciou esta quarta-feira a detenção de dois homens, de 22 e 57 anos, o mais velho com antecedentes criminais, suspeitos do homicídio de um homem de 67 anos, no sábado, na Figueira da Foz.

Em declarações à agência Lusa, fonte da Diretoria do Centro da PJ afirmou que o crime ocorreu "num quadro de vingança" face a desentendimentos anteriores entre o suspeito mais velho e a vítima, que foi esfaqueada até à morte.

Os dois homens surpreenderam e atacaram a vítima, na residência desta, "desferindo-lhe diversos golpes, em várias zonas do corpo, que lhe provocaram a morte".

O crime ocorreu ao final do dia de sábado na povoação de Serra de Castros, freguesia de Maiorca, onde a vítima - que possuía mobilidade condicionada por ter sofrido um acidente vascular cerebral há uns anos – residia.

Os suspeitos, que estão indiciados por homicídio qualificado, foram detidos cerca de 72 horas depois, na terça-feira, na zona de Coimbra.

De acordo com a fonte da PJ, os dois homens, ambos sem profissão, não possuem "residência ou raízes" na zona de Coimbra, sendo o mais velho oriundo da região norte e o mais novo da zona sul do país. O suspeito mais novo terá acompanhado o mais velho "por solidariedade", indicou.

A fonte adiantou que o suspeito mais velho possui antecedentes criminais por homicídio, tendo cumprido uma pena de 22 anos e foi libertado da cadeia há cerca de um ano.

Os dois homens foram presentes esta quarta-feira a tribunal, em Coimbra, para determinação de medidas de coação, e vão ficar a aguardar julgamento em prisão preventiva.