O Infarmed já autorizou mais de 5.870 tratamentos para a Hepatite C desde que o Ministério da Saúde assinou o acordo com a indústria farmacêutica, em Fevereiro. São quase mil autorizações por mês, segundo dados confirmados à TVI pela Autoridade Nacional do Medicamento. Destes tratamentos, a esmagadora maioria (mais de 5.420) teve recurso a medicamentos inovadores: o Sofosbuvir sozinho ou combinado com o Ledipasvir.

Segundo a Autoridade Nacional do Medicamento, haverão já cerca de três mil doentes a fazer tratamento para a hepatite C com estes fármacos.

O acesso é feito sem restrições e o pagamento à indústria é efetuado no final e só pelos utentes efetivamente curados.

O Dia Mundial da Luta contra as Hepatites Víricas assinala-se esta terça-feira. Estima-se que em todo o país existam cerca de 13 mil doentes. Este ano, “Prevenir a hepatite. Agir agora” é o tema da efeméride, que tem como objetivo aumentar a sensibilização e a compreensão sobre a hepatite viral, bem como sobre as doenças que provoca.
 

“Trata-se, geralmente, de uma doença com cura, pelo que se apela ao diagnóstico precoce e consequente tratamento”, pode ler-se ainda no site do Portal da Saúde.


Segundo a Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia, "podemos ser optimistas o suficiente para dizer que a hepatite C é uma doença que pode estar erradicada dentro de alguns anos".