Portugal conquistou uma nova estrela Michelin, atribuída ao restaurante Bon Bon (Carvoeiro), e perdeu uma outra estrela, no Alentejo, mantendo três estabelecimentos com duas estrelas, foi hoje anunciado em Santiago de Compostela.

O Guia Michelin Espanha e Portugal 2016, que foi apresentado hoje à noite em Santiago de Compostela, distingue 14 restaurantes portugueses, tantos quantos na edição passada.

O restaurante Bon Bon (Carvoeiro), cuja cozinha é chefiada por Rui Silvestre, é a novidade, em Portugal, ao conquistar a sua primeira estrela Michelin ('muito bom na sua categoria').

"A interessante cozinha do restaurante Bon Bon surpreende pelo seu nível técnico. Baseada numa matéria-prima seleta, propõe pratos de corte atual, com sabores definidos e apresentações cuidadas", afirma a Michelin.


Este restaurante junta-se a outros 10 estabelecimentos que traziam uma estrela da edição passada: Pedro Lemos (Porto), São Gabriel (Almancil), Willie's (Vilamoura), Henrique Leis (Almancil), Il Gallo d'Oro (Funchal), Casa da Calçada (Amarante), Fortaleza do Guincho (Cascais), The Yeatman (Vila Nova de Gaia), Feitoria (Lisboa) e Eleven (Lisboa).

Perde a estrela que conquistara na edição de 2014 o L'And Vineyards (Montemor-o-Novo).

O "guia vermelho" - considerado uma referência mundial na classificação de restaurantes - manteve duas estrelas a três restaurantes portugueses: Belcanto (Lisboa), Vila Joya (Albufeira) e Ocean (Porches).

Na Península Ibérica, são distinguidos um total de 188 restaurantes, dos quais 23 com duas estrelas (duas novidades nesta categoria, ambas em Espanha) e oito com três estrelas ('cozinha de nível excecional, que justifica a viagem', todos em Espanha).

Os estabelecimentos que recebem a pontuação máxima são os mesmos que na edição deste ano: Akelaŕe, Arzak, Azurmendi, El Celler de Can Roca, DiverXO, Martín Berasategui, Quique Dacosta e Sant Pau.

Os resultados são, para a Michelin, reflexo do "crescente interesse" pela cozinha que se vive na Península Ibérica, que tem motivado "o aumento contínuo do turismo gastronómico".

"Os nossos inspetores constataram, novamente, que o saber fazer dos chefes surpreende, em qualquer canto, com propostas diversificadas, procurando na excelência dos produtos, nas técnicas apuradas e no cuidado nas apresentações as chaves das suas cozinhas", considera a empresa.

A gala de apresentação do guia de 2016 decorreu no Parador dos Reis Católicos, um antigo hospital de peregrinos em Santiago de Compostela datado do século XV, sendo considerado o hotel mais antigo do mundo.

Na cerimónia estiveram presentes perto de 400 pessoas, dos quais mais de cem são jornalistas, disse à Lusa fonte da organização.

Após o anúncio, oito restaurantes da Galiza, todos com uma estrela Michelin, apresentaram algumas propostas gastronómicas.