A Polícia Judiciária deteve uma mulher de 55 anos por suspeitas “de, pelo menos, um crime de profanação de cadáver”, depois de ter sido encontrado o corpo do marido enterrado no quintal da habitação onde viviam, em Figueiró da Serra, distrito da Guarda.

Segundo informou a PJ da Guarda, em comunicado, o cadáver do homem, um escocês de 59 anos, foi localizado na sequência de buscas com recurso a cães pisteiros, depois de uma vizinha ter reportado o desaparecimento do homem – por ter estanhado a sua ausência.

As autoridades vão, agora, determinar as causas do óbito e, desta forma, tentar perceber se a mulher, de facto, teve responsabilidade na morte do marido.

O corpo foi exumado na tarde de quinta-feira e a esposa do escocês detida.

O comunicado informa, ainda, que “por determinação da autoridade judiciária, que presidiu às diligências, a detida de 46 anos de idade vai ser sujeita a julgamento em processo sumário”. Será ouvida este sábado no tribunal da Guarda.

O casal de nacionalidade britânica vivia já há alguns anos numa quinta situada num local ermo na freguesia de Figueiró da Serra.

A TVI sabe que a mulher não chegou a reportar o óbito às autoridades inglesas.