O lixo acumulado na cidade de Lisboa desde a greve dos cantoneiros, que terminou às 00:00 desta segunda-feira, já foi «removido quase na totalidade», mas a limpeza das ruas está atrasada, disse o vereador da Higiene Urbana.

«No que respeita à recolha do lixo, nós já normalizamos a situação e já emitimos um comunicado para solicitar aos lisboetas para retomarem o depósito dos lixos nos períodos e locais mais adequados», disse Duarte Cordeiro.

Em declarações à agência Lusa, o vereador admitiu, no entanto, que possam ainda existir alguns «focos de acumulação de lixo na rua em zonas que não respeitem o calendário normal» da recolha, mas comprometeu-se a responder «com rapidez» a essas situações.

Duarte Cordeiro disse ainda que já foram retirados os cerca de 55 contentores que a câmara tinha espalhado pela cidade.

«Entendemos que a situação está praticamente normalizada», frisou.

Quanto à limpeza das ruas, o vereador admitiu que «está mais atrasada» e explicou que «foi a área que ficou para trás» porque a «maioria dos recursos foram canalizados para a recolha».

«Tivemos uma equipa a trabalhar nessa área, mas é natural que seja uma área mais atrasada. É também a área de maior défice e onde nos são apontadas maiores falhas. Por isso, decidimos também passar esta competência para freguesias», afirmou.

«Tentaremos, no decorrer desta semana, ir normalizando esta situação», acrescentou Duarte Cordeiro.

Os cantoneiros fizeram greve à recolha do lixo em Lisboa, em protesto contra a transferência de competências da câmara para as juntas de freguesia, da limpeza das ruas, de 24 a 28 de dezembro. A recolha do lixo continua a ser da responsabilidade do município.

Desde aí cumpriram greve às horas extraordinárias, que terminou esta segunda-feira às 00:00.