O Tribunal de Leiria determinou a medida de coação de prisão domiciliária com vigilância eletrónica para um suspeito de furtos qualificados em Leiria e Batalha, anunciou hoje o Ministério Público.

Segundo a página de internet do MP, o homem, que já tem antecedentes criminais, foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento Territorial da GNR de Leiria, no dia 17, "fortemente indiciado de quatro crimes de furto qualificado e quatro crimes de condução sem habilitação legal, e ainda, na forma tentada, de dois crimes de furto qualificado".

"Verificando-se a existência de perigo de continuação de atividade criminosa e de perturbação grave da ordem e tranquilidade públicas", em sede de primeiro interrogatório judicial, no dia 19, foi determinado que o arguido aguardasse os trâmites do processo sujeito à medida de obrigação de permanência na habitação, com recurso de meios técnicos de controlo à distância, ficando a aguardar a implementação desta em prisão preventiva", lê-se no comunicado do MP.

Entre os dias 19 de fevereiro de 2017 e 17 de janeiro de 2018, o arguido "dirigiu-se a motociclos e automóveis estacionados na Maceira (Leiria) e na Batalha e nos arredores e, colocando-os em funcionamento, abandonou o local, ao volante dos mesmos, apoderando-se destes", refere o MP, salientando que o suspeito não se encontrava "legalmente habilitado" para conduzir.

"O arguido dedicava-se de forma habitual e reiterada à prática de furtos de motociclos e veículos automóveis, com vista à apropriação dos mesmos, que sabia serem bens alheios e de terceiros, já tendo sido condenado pela perpetração de crimes de furto qualificado".