A GNR registou mais 117 acidentes, mais um morto e mais oito feridos graves nos dois primeiros dias da operação «Hermes ¿ Viajar em Segurança» em relação ao mesmo período do ano passado, indicou hoje a corporação.

O oficial de operações no comando-geral da GNR disse à agência Lusa que nos dois primeiros dias da operação, na sexta-feira e no sábado, ocorreram 542 acidentes que provocaram um morto, 20 feridos graves e 218 feridos ligeiros.

Segundo o oficial de operações, só no sábado registaram-se 340 acidentes, um morto, 16 feridos graves e 153 feridos ligeiros.

O oficial de operações no comando-geral da GNR justificou o aumento do número de acidentes no sábado com as condições climáticas, sobretudo no norte do país, onde esteve a chover.

Segundo a GNR, o distrito do Porto foi aquele onde se registaram mais acidentes, 82, seguido de Braga (48) e Aveiro (46).

Mais de 3.300 militares da GNR patrulham desde as 00:00 de sexta-feira as estradas portuguesas, numa operação destinada a garantir a segurança dos automobilistas quando se deslocam para férias, numa altura de previsível intensidade do trânsito.

O reforço do patrulhamento rodoviário, que termina hoje às 24:00, insere-se na segunda fase da operação «Hermes ¿ Viajar em Segurança», ação que a Guarda Nacional Republicana desenvolve entre 13 de julho e 01 de setembro em quatro fases.