A criminalidade juvenil registada pela Guarda Nacional Republicana (GNR) na sua área da atuação em Portugal continental, no âmbito do Programa Escola Segura, diminuiu 36% entre 2013 e 2015, segundo dados facultados esta quinta-feira à agência Lusa.

Em 2013, a GNR assinalou 1.003 ocorrências criminais e, no ano seguinte, 925 destas situações, número que baixou para os 641 ilícitos levados a cabo em ambiente escolar em 2015, o que representa uma diminuição de 30% de 2014 para 2015 e de 36% entre 2013 e 2015.

Nos anos de 2013 a 2015, a ofensa à integridade física (com 807 ocorrências), o furto (641) e a injúria (318) foram os três principais crimes registados pelo Programa Escola Segura nas quase 5.200 escolas sob vigilância e responsabilidade da GNR, num universo de 695.000 alunos.