Cinco mortos em quase 600 acidentes foi o balanço da terceira fase da operação Hermes da GNR, que reforça o patrulhamento das estradas em época de férias, e que decorreu entre sexta-feira e domingo, anunciou hoje a instituição.

De acordo com a GNR, o número de mortos e de acidentes (599) nesta terceira fase da operação representou uma redução em relação ao mesmo período do ano passado, tendo sido registados menos seis mortos e menos 46 acidentes.

Os acidentes deste ano provocaram ainda 14 feridos graves (o mesmo número que no período homólogo de 2013) e 242 feridos ligeiros (menos 122), indicou a GNR.

A operação mobilizou 3.091 militares dos comandos territoriais e da Unidade Nacional de Trânsito, que realizaram ações de patrulhamento e apoio aos cidadãos nas deslocações no âmbito das férias.

A operação «Hermes - Viajar em Segurança» está a ser desenvolvida pela GNR desde 17 de julho.

O objetivo destas operações faseadas é, segundo a entidade, regular a fluidez do tráfego e garantir o apoio necessário aos cidadãos que se deslocam para férias.

Nas duas primeiras fases da operação foram contabilizados 1.465 acidentes, dos quais resultaram cinco vítimas mortais, 28 feridos graves e 568 feridos leves.