Um automóvel foi detetado na tarde de hoje no rio Cávado, em Barcelinhos, Barcelos, e ainda não foi retirado da água, mas não se encontra ninguém no seu interior, informou o comandante da GNR local.

Rui Brito disse à Lusa que o automóvel não tem chapas de matrículas, pelo que se admite que alguém o tenha atirado ao rio, para se «desfazer» dele.

Acrescentou que a viatura já estará na água há cerca de uma semana.

«Não há na zona registo de qualquer viatura furtada nem de qualquer desaparecida», disse ainda.

No local, estão os Bombeiros Voluntários de Barcelinhos, que tentam retirar a viatura da água.

Segundo o comandante da corporação, foram mobilizados meios de busca e resgate, tendo também sido solicitada uma máquina aos serviços municipais, para retirar a viatura, que se encontra num local «de muito difícil acesso».