A GNR anunciou es a detenção, em Vilar Formoso, no concelho de Almeida, de um homem de 52 anos, desempregado, por crimes de violência doméstica, posse ilegal de arma e condução por excesso de álcool.

Fonte do Comando Territorial da GNR da Guarda disse à agência Lusa que o homem foi detido por militares do posto de Vilar Formoso, pelas 00:30, após ter ameaçado a mulher, de 50 anos, com uma arma de fogo.

«Alegadamente por a mulher ter pedido o divórcio, ele [o detido] apontou-lhe uma arma caçadeira, ilegal, dizendo-lhe que se continuasse com a insistência do divórcio a matava», contou a fonte.

Referiu que o episódio ocorreu na via pública, junto da residência da vítima, e que a mulher «ainda tentou tirar-lhe a arma e ficou ferida numa mão».

No momento da ocorrência, adianta a GNR, passava no local um guarda na situação de reforma, «que manietou o indivíduo e lhe retirou a arma».

O suspeito tentou colocar-se em fuga num veículo, mas dado o alerta para o posto da GNR compareceu no local uma patrulha que o intercetou e verificou que também apresentava uma taxa de álcool no sangue considerada crime.

O homem, que já possui antecedentes criminais por violência doméstica, foi detido pela GNR e hoje vai ser presente ao tribunal da Guarda para primeiro interrogatório e aplicação de eventual medida de coação, segundo a fonte.