Artigo actualizado às 13h19

As urgências do Hospital Garcia de Orta, em Almada, estão cheias e há utentes à espera de serem atendidos há 20 horas.

Segundo os doentes, no local, explicaram ao tvi24, apenas dois médicos estavam de serviço. A triagem foi rápida, mas o tempo de espera para a consulta exaltou os doentes. O pico da confusão terá acontecido por volta das 04h da madrugada, quando até a polícia foi chamada a intervir.

Mas ainda há muita gente à espera de consulta, que estão nas urgências desde as 13h de segunda-feira.

Por volta da hora de almoço, um representante do Hospital falou aos jornalistas sobre «as horas de espera». O clínico explicou que desde o dia «26 de Dezembro que se tem registado um aumento de afluxo que vai dos 30% aos 50 %, em alguns dias».

Questionado sobre se havia falta de médicos, a mesma fonte garantiu «que não». «Há os médicos suficientes, que têm dado o seu melhor» no atendimento.

O mesmo médico garantiu ainda que grande parte das pessoas que se estão a dirigir à instituição de saúde «não são casos urgentes». E que, «verificou todas as situações uma a uma», ele próprio, «e não ficou para trás nenhuma urgência ou emergência».