Um sargento-mor da GNR foi apanhado por uma câmara oculta a furtar moedas da caixa registadora do bar do comando territorial de Portalegre.
  
Segundo o Jornal de Notícias, os furtos começaram há exatamente um ano, mas só em junho foi colocada uma câmara de filmar que revelou o seu autor, um sargento-mor de 54 anos com salário bruto de 3 mil euros.
 
A hierarquia da GNR comunicou o caso ao Departamento de Investigação e Ação Penal local e foi aberto um processo disciplinar ao militar.
 
O sargento-mor residente em Portalegre pediu entretanto ajuda psiquiátrica e esteve internado num centro clínico durante 15 dias. Está desde então de baixa.